sexta-feira, 20 de abril de 2018

Homenagem ao meu sobrinho peludo Negão!

02 de novembro de 2008 foi quando minha família recebeu a benção de 7 vidas peludas em nosso caminho , naquela época se dizia muito que gato era um animal falso e que só gostava da casa e não dos donos , mas os 6 meses e pouco que tínhamos a mãe dos gatos parecia querer contrariar a regra , infelizmente com 29 dias a mãe deles foi envenenada e faleceu , tivemos a missão de salvar aquelas pequenas vidas , infelizmente a falta de condições apenas nos permitiu ficar com 3 deles .
Dentre eles você Negão , um gato que parecia mais uma pantera , forte , alegre e bem bagunceiro , era fominha e amava tomar água , costumava brincar de pega pega com suas irmãs e aprontava muito pela casa , era a alegria da casa , o filhinho peludo de minha irmã , e o xodó de meu pai .
Não éramos muito ligados , dependendo de seu humor você aceitava que eu te agrada-se  ,eu era o tio que ao ver você roubando um osso de frango do lixo saia no seu encalço pra tomar o osso kkk , sei que se fosse relatar teria inúmeras lembranças e memórias de você .
Lembro dos pequenos apelidos que te dei durante sua vida : Neguinho , Guinho , Francisguinho , Negresco , Negoboy ,Príncipe , Princeso , meu rei , meu sobrinho , Nego Obowo, e por ai vai .
No entanto em sua última doença que foi diagnosticado com câncer no intestino tivemos uma grande luta meu príncipe , para você que antes se alimentava sozinho e muito bem , agora só com ajuda conseguia se alimentar , e beber água era da mesma forma , parecia que você pela dificuldade da doença havia desaprendido oque você sabia , parece que Jesus de certa forma quis te unir ao seu sofrimento , pois tudo se agravou na semana santa , foram dias de cuidado e luta onde nos desligamos de tudo para cuidar de ti , até um momento que apesar de rezarmos todos os dias , nos unimos em oração para rezar um terço das lágrimas para que Deus se não fosse possível te curar podesse levá lo para que você não sofre se ( sei que deixar partir nem sempre é algo fácil de fazer) e realmente Deus nos ouviu e te curou de outra forma  na mesma noite , ( detalhe durante a oração eu por um instante de olhos fechados vi a cena representada nos 3 ultimos quadros da pagina) de 13 para 14 de Abril você partiu , sei que você deixará saudades meu sobrinho peludo , mas você deixou muito exemplo de aceitar o sofrimento sem reclamar porque apesar de tudo que te aconteceu você jamais se queixou , você nos amou até o fim , não esquecerei de você meu preto , espero que quando eu partir deste mundo ainda possa te ver e todos aqueles animaizinhos que durante a vida Deus nos deu e deixou como uma fração de seu amor para nós  , porque alma você tem e Deus reservou a ti o Paraíso terrestre onde outrora Adão e Eva estiveram , porque seus olhos de amor por nós são algo que só um ser com alma poderia ter. Segue abaixo minha pequena homenagem:
O amor é um dos sentimentos que consegue ser mais forte do que a morte , confesso que ao tentar fazer essa arte de homenagem ao meu querido Negão não foi algo fácil , porque a ferida é tão recente á poucos dias você partiu , mas para minha surpresa enquanto eu fazia esta página no último quadro onde fica bem claro que te fiz olhando para o lado enquanto pula , ao aplicar um efeito de desfoque na camada de luz , porque trabalho separando a arte no arquivo do Gimp por camadas , ao ver a pre visualização do efeito aplicado tive uma surpresa inesperada , porque onde estão apenas as linhas que fiz para a luz no desenho formou o rosto do Negão olhando para a frente e ficou muito mais parecido do que o meu desenho , e afirmo é o mesmo olhar de amor que enquanto em vida o Negão nos olhava , ele se imprimiu na minha arte , eu acredito que ele me deu esse consolo , o amor quebra barreiras que ultrapassam realmente o limite do possível .

Ainda me emociono ao ter o olhar dele gravado na homenagem que estava fazendo a nosso amigo Negão , que embora sendo um animal mostrou tanto amor por esse tio que aprendeu muito a admirálo e amá lo.

domingo, 1 de abril de 2018

O único caminho e a porta do céu !

Primeiramente uma feliz e santa páscoa á todos , hoje na Páscoa após acompanharmos Cristo revivendo todos seus passos desde os 40 dias no deserto até a crucificação , relembramos sua vitória sobre a morte e o inferno , Cristo com o preço de seu sangue abriu as portas do céu , anteriormente fechadas pelo pecado original de Adão e Eva , e que formato tem essa porta aberta por Cristo senão o formato da Cruz , o formato pelo qual aceitando os sofrimentos da vida podemos juntar méritos e alcançar as moradas eternas , lembro que no evangelho se fala que se deve entrar pela porta estreita , estreita como uma cruz , mas  que mesmo assim pode se entrar de braços abertos , mas como se pode chegar a essa porta do céu senão pelo mesmo caminho que possibilitou que Cristo viesse para pagar a divida do pecado de todos os pecadores com sua morte e ressurreição  , o caminho que nos leva a Salvação é a mesma Santa Maria que aceitou a maternidade divina com todo sofrimento que ela traria , que criou e protegeu Jesus na sua infância , que acompanhou Jesus sempre , e que nas horas mais dolorosas que precediam a morte de Cristo estava lá aos pés da Cruz , se Deus começou a obra da redenção por meio de Maria , seria estranho a sabedoria infinita de Deus criar um atalho ou outro caminho a porta do céu sem ser aquele que ele próprio criou e solidificou como único caminho , todos que hoje tem as portas do céu abertas pelo sacrifício de Cristo são muito devedores ao caminho que o próprio Deus tomou por preferencia para que o mesmo Cristo se encarna se e viesse ao mundo .
A redenção só teve um único caminho e uma única porta para o céu , e assim desde a redenção continua da mesma forma , e assim se manterá até o fim dos tempos , porque Deus não muda .

domingo, 25 de fevereiro de 2018

Homenagem ao amigo Marcos Tadeu

Boa tarde á todos que acompanham o nosso projeto do Catequese Ilustrada , hoje venho partilhar um projeto em que eu e a minha irmã desenvolvemos juntos a amiga Adriana  e Denise  por ocasião do aniversário do nosso querido amigo Marcos Tadeu no dia 12/02/2018  , seguem abaixo as artes em que estivemos trabalhando algumas semanas seguidas para desenvolvimento de uma homenagem e agradecimento pela vida desse grande amigo dedicada em guiar nos sempre e cada vez mais a Deus, como todo trabalho dirigido a Deus tivemos muitos contratempos e dificuldades de toda forma mas por fim nosso projeto saiu , seguem as 15 artes produzidas que rememoram os 15 mistérios do Santo Rosário contando a vida  de nosso amigo Marcos Tadeu  :

Mistérios Gozosos 
1º mistério
A Santíssima Trindade escolhe Jacareí e tem planos de salvação para a humanidade
2º mistério
A graça do nascimento do Marcos pela intercessão de São Judas Tadeu
3º mistério 
A primeira aparição de Nossa Senhora e o SIM de Marcos Tadeu  .Onde com está pequena mensagem de grande importância se iniciou as benditas aparições de Jacareí.
4º mistério
Nossa Senhora acompanha Marcos em todos os momentos . Em alguns relatos de Marcos em diversas atividades corriqueiras como ao fazer os deveres da escola , ou até escovando os dentes Nossa Senhora como mãe zelosa estava presente mostrando que tudo de sua vida lhe era olhado com carinho e atenção.
5º mistério 
Formação da ordem religiosa dos Escravos de Maria da Paz , fundada por Jesus.
Mistérios Dolorosos
1º mistério
Marcos transmite as mensagens de Nossa Senhora , mas nem todos os terrenos semeados dão frutos.
2º mistério
O sofrimento da ferida na perna do Marcos possibilita a libertação de almas acorrentadas ,aprisionadas pelo mal .  Aqui simbolizamos com o anjo o anjo da guarda de Marcos que por aparição ao mesmo revelou que  se chama São Zatanie.
3º mistério
O sofrimento pelas fortes dores de cabeça e hemorragia irradiam uma forte luz do céu afugentando as forças malignas sobre as almas .
4ºmistério
O sofrimento pelas dores do joelho , com os quais Marcos conduziu ao carregar sua cruz aceitando o sofrimento muitas almas ao coração imaculado de Maria.
5º mistério 
Sede em tudo imitadores de Cristo , como as palavras e exemplo do próprio Marcos de um lado está Jesus crucificado e do outro lado que está vázio todos devemos aceitando os sofrimentos que a vida anos permite deixar nos crucificar para seguir o exemplo de Cristo.
Mistérios Gloriosos
1º mistério 
A revelação das medalhas , escapulários e fontes. 
2º mistério
Aparição de Deus Pai
3º mistério
Os Sinais extraordinários , vistos em fotos ou á olho nú  como o sinal do sol , e as graças alcançadas através do amor ardente de um coração como o de Marcos , abrasado da chama de amor de Nossa Senhora.
4º mistério
A revelação de Carlos Tadeu como seu Pai Espiritual.
5º mistério
O triunfo dos três corações unidos e a graça do conhecimento e reparação de todas as aparições marianas no mundo 

Abaixo segue o vídeo da nossa homenagem com as 15  artes que produzimos e todo material produzido como a canção composta , e todos os zeladores das imagens peregrinas que tiveram participação no vídeo .Agradecimento a amiga Adriana e Denise que formaram a equipe perfeita para essa homenagem a um amigo tão querido .

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Com o que podemos comparar : O Ecumenismo?

Hoje estreio um projeto que já havia imaginado fazer antes neste blog e por ocasião de coisas que vemos por ai comecei este novo projeto , que intitulo com o nome de : COM OQUE PODEMOS COMPARAR ! tendo a cada vez que for fazendo essas pequenas histórias uma reflexão de algum tema .
Hoje ao pensar no tal do Ecumenismo , que exaltam como um bem excelso ou talvez a fonte da paz universal , eu vi qual é a face real do Ecumenismo , a ideia não é unir religiões para a paz dos cristãos e do mundo é uma manobra anti cristianismo mascarada de um bem maior . Mas deixemos a minha pequena HQ para reflexão :
E por hoje é só meu povo , grande abraço á todos , e vamos refletir as coisas que querem empurrar goela abaixo do povo.

sábado, 4 de novembro de 2017

Tentação!

Bom dia  um ótimo e abençoado sábado a todos , hoje venho compartilhar com vocês uma pequena reflexão ilustrada na linguagem dos quadrinhos e ainda experimentando um novo estilo de arte que me agradou muito o resultado final , pequena homenagem aqueles amigos nem sempre por nós lembrados e que podem muito nos auxiliar nas pelejas da vida , tanto materiais quanto espirituais.segue abaixo a arte propriamente dita , boa reflexão:
E por enquanto é só meu povo , grande abraço á todos , e viva os santos amigos que deixaram seu exemplo e com certeza nos ajudam muito nas batalhas da vida , sejam elas quais sejam .

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Aparecida : 300 Anos de Amor

Boa noite amigos , hoje estamos na abençoada noite de 11 de Outubro de 2017  , noite que precede o bendito dia em que faz 300 anos que foi encontrada a bendita imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida no  Porto Itaguaçu por três humildes pescadores , e que desde então encheu de prodígios e milagres aqueles que com amor a ela recorreram , como ocorrido na pesca abundante , na cura da menina cega , a libertação do escravo Zacarias , entre tantos outros sinais de seu amor , Maria que como  a mãe negra apareceu em meio as águas do Rio Paraíba do Sul , primeiramente acharam o corpo da imagem e em outro ponto ao lançarem novamente as redes encontraram a cabeça que encaixava perfeitamente com o corpo anteriormente encontrado e que a partir de então ajudou os pobres pescadores a terem uma pesca farta ,essa é a mãe padroeira da terra de santa cruz que ao ver a fé que começava a esfriar no Brasil surge para juntar os pedaços da fé e refazer a imagem de Deus em nossos corações ,que veio cuidar do Brasil que doente por falta de amor a Deus definhava de todos os males , e ainda hoje quando rememoramos a pescaria mais bendita dessa terra ela qual mãe prestimosa zela pelo adoentado povo da terra de Santa Cruz que definha em tanta violência , maldade e falta de amor , mas como sua imagem que outra hora em 16  de Maio de 1978 fora quebrada ela mantem apenas as mãos  postas em oração intactas significando que apenas a oração pode juntar os pedaços de nossa sociedade brasileira esfacelada no mal e restituir a fé , a moral e os bons costumes , que outrora grassaram aqui , e restaurar o Brasil , essa terra linda e cheia de riquezas , de um povo acolhedor ao estado sagrado de TERRA DE SANTA CRUZ , viva a mãe que nunca nos abandonou e que ainda vé-la pelo Brasil  em suas dores e que há de restaurar todas as coisas .
Viva a Santa mãe Nossa Senhora da Conceição Aparecida , padroeira e defensora do Brasil.

sábado, 13 de maio de 2017

O Centenário de Fátima

Boa e santa noite amigos , neste dia tão glorioso como não posso meditar que Deus exalta os humildes e despede os soberbos , ricos segundo o mundo de mãos vazias , hoje para glória de Deus forma canonizados os santos pastorinhos de Fátima agora são Francisco e santa Jacinta Marto , tardiamente pela Igreja , mas a muito pelo povo , pelos fiéis que já viram na vida e exemplos destas santas crianças o quanto Deus e Nossa Senhora sob o titulo de Nossa Senhora de Fátima agiram em prol do mundo .
Três pastorinhos de uma aldeia de Fátima que como crianças de coração puro aceitaram de espirito livre serem almas sacrificiais e orantes para salvar do Inferno os pecadores que em prol de sua salvação nada fazem e voluntariamente se lançam nos braços do demônio por uma vida corrompida.
Com alegria e jubilo recebem hoje a honra dos altares , a honra de que todos possamos olhar suas imagens e lembrar seu exemplo , coragem e desprendimento em prol da salvação do próximo , e até salvação minha e sua que caso a mão da mãe do céu não interviesse poderíamos ter sido fulminados na guerra fria que poderia sim ter sido a 3ª Guerra Mundial que extinguiria a todos em instantes .
Fátima na figura dos três pastorinhos : Lúcia ,Francisco e Jacinta é um apelo vivo de uma mãe de amor que a 100  anos grita no deserto do mundo para que seus filhos voltem a Deus e se salvem .
Com muito amor e carinho hoje com as habilidades que tenho ofereço a estes guerreiros da fé minha homenagem :
Santos Pastorinhos Lúcia , Francisco e Jacinta rogai por nós .

"Memórias da Irmã Lúcia" 
 As Aparições em Fátima (13 de Maio de 1917) 

 Primeira Aparição


Andando a brincar com a Jacinta e o Francisco, no cimo da encosta da Cova da Iria, a fazer uma pequena parede em volta duma moita, vimos, de repente, como que um relâmpago.
– É melhor irmos embora para casa, – disse a meus primos – que estão a fazer relâmpagos; pode vir trovoada.
– Pois sim.
E começamos a descer a encosta, tocando as ovelhas em direção à estrada. Ao chegar, mais ou menos a meio da encosta, quase junto duma azinheira grande que aí havia, vimos outro relâmpago e, dados alguns passos mais adiante, vimos, sobre uma carrasqueira, uma Senhora, vestida toda de branco, mais brilhante que o Sol, espargindo luz, mais clara e intensa que um copo de cristal, cheio d’água cristalina, atravessado pelos raios do sol mais ardente. Paramos surpreendidos pela aparição. Estávamos tão perto, que ficávamos dentro da luz que A cercava ou que Ela espargia, talvez a metro e meio de distância, mais ou menos.
Então Nossa Senhora disse-nos:
– Não tenhais medo. Eu não vos faço mal.
– De onde é Vossemecê? – lhe perguntei.
– Sou do Céu.
– E que é que Vossemecê me quer?
– Vim para vos pedir que venhais aqui seis meses seguidos, no dia 13 a esta mesma hora. Depois vos direi quem sou e o que quero. Depois voltarei ainda aqui uma sétima vez.
– E eu também vou para o Céu?
– Sim, vais.
– E a Jacinta?
– Também.
– E o Francisco?
– Também, mas tem que rezar muitos terços.
Lembrei-me então de perguntar por duas raparigas que tinham morrido há pouco. Eram minhas amigas e estavam em minha casa a aprender a tecedeiras com minha irmã mais velha.
– A Maria das Neves já está no Céu?
– Sim, está.
Parece-me que devia ter uns 16 anos.
– E a Amélia?
– Estará no purgatório até ao fim do mundo.
Parece-me que devia ter de 18 a 20 anos.
– Quereis oferecer-vos a Deus para suportar todos os sofrimentos que Ele quiser enviar-vos, em acto de reparação pelos pecados com que Ele é ofendido e de súplica pela conversão dos pecadores?
– Sim, queremos.
– Ides, pois, ter muito que sofrer, mas a graça de Deus será o vosso conforto.
Foi ao pronunciar estas últimas palavras (a graça de Deus, etc.) que abriu pela primeira vez as mãos, comunicando-nos uma luz tão intensa, como que reflexo que delas expedia, que penetrando-nos no peito e no mais íntimo da alma, fazendo-nos ver a nós mesmos em Deus, que era essa luz, mais claramente que nos vemos no melhor dos espelhos. Então, por um impulso íntimo também comunicado, caímos de joelhos e repetíamos intimamente:
– Ó Santíssima Trindade, eu Vos adoro. Meu Deus, meu Deus, eu Vos amo no Santíssimo Sacramento.
Passados os primeiros momentos, Nossa Senhora acrescentou:
– Rezem o terço todos os dias, para alcançarem a paz para o mundo e o fim da guerra.
Em seguida, começou-Se a elevar serenamente, subindo em direção ao nascente, até desaparecer na imensidade da distância. A luz que A circundava ia como que abrindo um caminho no cerrado dos astros, motivo por que alguma vez dissemos que vimos abrir-se o Céu.
Parece-me que já expus, no escrito sobre a Jacinta ou numa carta, que o medo que sentimos não foi propriamente de Nossa Senhora, mas sim da trovoada que supúnhamos lá vir; e dela, da trovoada, é que queríamos fugir. As aparições de Nossa Senhora não infundem medo ou temor, mas sim surpresa. Quando me perguntavam se tinha sentido e dizia que sim, referia-me ao medo que tinha tido dos relâmpagos e da trovoada que supunha vir próxima; e disto foi do que quisemos fugir, pois estávamos habituados a ver relâmpagos só quando trovejava.
Os relâmpagos também não eram propriamente relâmpagos, mas sim o reflexo duma luz que se aproximava. Por vermos esta luz, é que dizíamos, às vezes, que víamos vir Nossa Senhora; mas, propriamente, Nossa Senhora só A distinguíamos nessa luz, quando já estava sobre a azinheira. O não sabermos explicar e querer evitar perguntas foi que deu lugar a que umas vezes disséssemos que A víamos vir, outras que não. Quando dizíamos que sim, que A víamos vir, referiamo-nos a que víamos aproximar essa luz que, afinal, era Ela. E quando dizíamos que A não víamos vir, referíamos a que, propriamente Nossa Senhora, só A víamos quando já estava sobre a azinheira.